Como Lisboa se transformou em hub de inovação e empreendedorismo.

por Antônio Martins Neto – Lisboa 09/09/2018. O ecossistema português fervilha com novos investimentos. No inicio do ano, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, aproveitou o Fórum Econômico de Davos, na Suíça, para anunciar, orgulhoso: Lisboa fora escolhida sede do novo centro de serviços da Googlepara Europa, África e Oriente Médio. Com 535 empregos em áreas que vão da gestão…

Um ano de Parque Metrópole Digital de Natal.

por redação Socialismo Criativo em 05/10/2018. Vinte e cinco empresas credenciadas e 450 empregos diretos gerados em 12 meses. Esse é o balanço do primeiro ano do Parque Tecnológico Metrópole Digital, uma iniciativa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN),através Instituto Metrópole Digital (IMD), inaugurado em agosto de 2017.Suas ações estão sendo articuladas…

Centro de Empreendedorismo de São Bernardo inscreve projetos tecnológicos.

por redação Repórter Diário em 25/09/2018. São Bernardo iniciou nesta segunda-feira (24/9) inscrições da segunda chamada pública para captação de projetos e idéias de inovação tecnológica, que poderão ser incubados no Centro de Empreendedorismo e Inovação Tecnológica (Ceitec) – av. Getúlio Vargas, 1457, Baeta Neves. O objetivo é contribuir para o empreendedorismo e a estruturação de…

Empresas juniores são celeiro de negócios.

por Cris Olivette em 30/09/2018. Ligadas a universidades, elas estimulam o ‘nascimento’ de novos empreendedores Em prol do empreendedorismo, 208 universidades brasileiras mantêm 600 empresas juniores (EJ) em atividade, que operam dentro de diversas faculdades. Nelas, os estudantes aplicam o que aprendem na graduação ao atender pequenos e médios empresários que buscam algum tipo de solução para os seus negócios,…

Startup pernambucana desburocratiza processo de abertura de lojas virtuais.

por Thatiana Pimentel em 08/09/2018. Simples, especializada em e-commerce, oferta o lançamento de páginas em até 24 horas, criando ambiente de pagamento mais seguro. Falta de conhecimento, medo dos custos de mão de obra especializada, burocracia e tempo de desenvolvimento. Estes são os principais obstáculos para que pequenos e médios empreendedores criem lojas virtuais. Por…